Avaliação de imóvel pelo banco: como funciona, na prática

Quanto vale o imóvel? A resposta para essa pergunta é essencial, caso você queira comprar ou vender.

No entanto, apenas especulações de quanto possa valer um imóvel não é o suficiente para fazer um bom negócio. É preciso haver um documento legítimo que ateste o valor daquela estrutura.

Esse documento se chama “Laudo de Avaliação de Imóvel”, com ele o banco utiliza inúmeros critérios para estipular o custo de uma construção.

Tem dúvidas sobre o assunto? Continue lendo que vamos explicar exatamente como essa avaliação funciona e quais critérios são utilizados.

Como funciona a avaliação de um imóvel?

Para definir o valor de um imóvel, as Instituições Financeiras usam o “Laudo de Avaliação do Imóvel.” 

Essa avaliação é feita por técnicos e através dela o banco vai estipular o valor de venda da propriedade no mercado.

Todos as instituições financeiras fazem essa avaliação para garantir que a compra do bem seja feita de maneira regular e respeitando as regras do mercado. Muitas vezes, o banco acaba estipulando um valor mais baixo do que o pedido pelo vendedor, no entanto, vai se referir ao valor a ser liberado pelo banco e não o valor de negociação. 

Para o comprador, pode parecer desvantajoso, uma vez que durante o financiamento é o valor da avaliação que conta.

Os bancos financiam 80% do valor total do imóvel, essa porcentagem será em cima do valor de avaliação técnica e não do que o vendedor pede. A diferença de 20% deve ser entregue ao vendedor pelo comprador, chamada de entrada.

Por exemplo, se um imóvel é anunciado por 350mil, mas a avaliação estipula o valor de 320 mil, o banco vai financiar 80% de 320mil, ou seja, 256 mil. 

No entanto, a diferença de valor de 30 mil (preço do vendedor) com os 20% de entrada precisam ser pagos pelo comprador, ou seja, a diferença total será de 94mil reais. Esse valor deve ser dado pelo comprador ao vendedor.

Os bancos trabalham essa dinâmica como forma de se proteger diante das instabilidades do mercado.

É importante saber que existe uma metodologia padrão para a avaliação de um imóvel, o profissional ou empresa encarregada dessa tarefa vai agir segundo as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e do Instituto de Avaliações e Perícias de Engenharia (IBAPE).

Confira algumas informações aprofundadas sobre o Laudo de Avaliação de Imóveis:

Como é feita a vistoria de imóveis?

Você deve estar se perguntando quais critérios são considerados no momento da avaliação de um imóvel.

Pois, bem! A vistoria vai variar bastante, dependendo de cada imóvel. No entanto, os aspectos padrões são:

1 – Estado de conservação

2 – Quantidade de cômodos (ou apartamentos por pavimento, no caso de prédios)

3 – Localização, tamanho e acabamentos

4 – Acessibilidade, como shoppings, metrôs e espaços de lazer nas redondezas

5 – Vizinhança

Sabendo disso, fica fácil imaginar que um imóvel localizado em uma rua tranquila, com vizinhança calma, construção de alto padrão e espaço de lazer, vale mais que um localizado em avenida com trânsito e longe do centro.

Já no caso de instalações antigas, a vistoria é realizada de forma mais minuciosa ainda e outros critérios são considerados, tais quais:

  • Revestimento
  • Pintura
  • Fachada (portões, grades, portas, janelas e outros)
  • Hidráulicas e elétrica (descargas, torneiras, ralos, vazamentos, etc.)
  • Telhado de forro
  • Vidraças.

Avaliação Hipotética:

As avaliações de imóvel também podem ser feitas para construções que nem sequer começaram. Desse modo, é possível trabalhar com situações hipotéticas, por exemplo, a avaliação de uma área que vai receber a construção de um empreendimento. 

No entanto, esse estudo é utilizado principalmente por corretoras que vão adquirir um lote de terreno ou proprietários que desejam vender um espaço com potencial de incorporação.

Quais as vantagens de avaliar seu imóvel?

No momento da venda, a maioria dos compradores não possui conhecimento técnico suficiente para avaliar o preço do seu imóvel, por isso, acabam sugerindo preços que não condizem com a realidade. 

Ao se basear apenas por especulações, você pode acabar aceitando valores muito mais baixos do que seu imóvel realmente merece ou ainda um preço muito mais alto e ter dificuldades para vender.

Com uma avaliação de imóvel você possui um documento idôneo, que legitima o valor do seu imóvel.

Além disso, confira outros motivos importantes:

1 – Poder de negociação: com um documento em mãos que atesta o valor do seu imóvel, o comprador não pode pedir para baixar o preço e lhe deixar no prejuízo.

2 – Valor do Patrimônio: sabendo exatamente quanto vale sua casa ou apartamento, fica mais simples de planejar o compartilhamento da herança, além de ajudar na descrição para pagamento de imposto.

3 – Pagamento de taxas e impostos: quando o proprietário não conhece o valor do seu imóvel, órgãos fiscalizadores estabelecem um preço aproximado que nem sempre condiz com a realidade.

4 – Comprovação de renda: caso você precise de um financiamento para comprar outro imóvel, fica bem mais fácil comprovar renda ou patrimônio com uma avaliação de imóveis

Agora que você entende a importância e como funciona o Laudo de Avaliação de Imóveis, não precisa mais se preocupar se vai sair no prejuízo em determinada transação.

Está pensando em vender seu imóvel, para comprar outro e oferecer mais qualidade de vida par sua família? A Triiio tem as melhores opções de imóveis de Fortaleza, com todo padrão, conforto e qualidade que você e sua família merece.

Visite nosso site e conheça nossos empreendimentos:

Juntos vamos encontrar a melhor opção!

Deixe seu comentário